26 de agosto de 2015

Me defendo das pedras sendo quem sou: de verdade e protegida pelo céu


Se me jogarem pedras, não devolverei flores. 
Só as entrego a quem faz laços de afeto comigo; 
a quem não solta minha mão,mesmo nos momentos 
de dúvida e tempestade; 
a quem me olha de frente e consegue me enxergar 
até quando nebulosidades insistem em turvar a visão. 
Entrego as flores aos que me ouvem só pela sintonia. 
E as pedras? 
Me defendo delas sendo quem sou: 
de verdade e protegida pelo céu.

Inês Seibert

19 de agosto de 2015

Beijo a noite


Beijo a noite, domando meu adormecer. 
Na calada da noite, lindos sonhos eu vou ter. 
Beijo a lua indomada, 
Abraço a estrela espelhada, 
Na luz do meu florescer 
Sonhos lindos eu hei de ter.

(Adriana Silva)

12 de agosto de 2015

Abelhinha Sapequinha



Abelhinha sapequinha, 
em forma de menina
voa pra cá voa pra lá, 
como uma canção que não desafina.

Abelhinha sapequinha,
seu jeitinho não me engana
voa de flor em flor
como se fosse uma cigana.

Abelhinha sapequinha,
sabe o que é viver
voa voa sem parar 
sem jamais o sorriso perder!

(Adriana Silva)

4 de agosto de 2015

Sonhos de Jaqueline


Nesse mundo de cinzas e tristezas
Para mim há espaço para o colorido da natureza.
Pássaros cantando sem parar
Cores ali e acolá
Nessa imensa tela de pinturas.
Nesse mundo imperfeito
Há em mim um coração
Que pulsa forte em meu peito.
Passarinhos a cantar, flores a perfumar
E eu feliz a cantar.

(Adriana Silva - Sonhos de Jaqueline)