22 de março de 2015

Gosto...


Gosto de sentir-me viva
E sentir o vento tocar meu rosto.
Gosto de ser quem sou em qualquer circunstância
Momentos bons ou não fazem parte da vida
Esqueço os ruins e volto a sorrir.
No meu coração forte, e na minha aparência frágil
Me revelo uma gigante guerreira e corajosa diante das dificuldades da vida.
E nesse sol e chuva, e nesse frio e calor
Sigo confiante, enfrentando tudo
Com paz e amor.

(Adriana Silva - Descrevendo Jaqueline, a pequena gigante guerreira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário